INSPIRAÇÕES DO POETA

9 de jul de 2009

É que eu te amo

Tento explicar o que sinto, mas não consigo.
Verbos lacônicos, diretos ou indiretos suicidam-se, garganta abaixo.
Adjetivos ricos, não definem o que digo,
Pois, nem os digo. Somente os sinto, costas-abaixo.
Nas reentrâncias das vértebras, no cóccix, na veia.
Meu coração desembestado chora e ri, porque só sabe sentir.
Insiste, em expressar o fulgor da candeia.
Insensato! Quem pode o lume do amor traduzir?
Talvez, te querer na impossibilidade seja o mistério,
Por amar tanto e diariamente, mas pequeno também seria,
O amor justificado em ninharias. O meu amor é meu, não seu, e tão sério!
Como o sorriso da infância. Puro, como todo amor deveria
Ser e viver. Livre! Longe dos práticos concretismos.
O que há, em verdade é, que cada ser possui uma capacidade de crer.
Se te inventei, não temo, por certo, eu honrarei esse batismo.
Parido fostes do meu ventre em febre, dessa minha’alma, que de amor há de morrer.
De tanto querer, me encontrastes, ou eu a ti.
Se amantes nos cabe viver, que o céu beije a terra.
Por Deus! Uma mulher e um homem! Quem há de impedir,
Nem diabo de rabo compra essa guerra.

6 comentários:

_Gio_ disse...

Amor assim, visceral, instantâneo, indefinível. Por mais que tentamos defini-lo, o máximo que conseguimos é mostrar o estado que este sentimento nos deixou: sentimento que não tem cor, nem corpo. Chega de penetra, e assume a forma que puder, no corpo que couber.

Não existe um "amar" igual. Quer dizer: o "amar" em si é sempre igual, é o motivo; mas o que fazemos dele, o que sentimos e como sentimos, é o que muda.

Olavo disse...

Lindo poema..
Todo amor deveria ser assim..puro ser e viver..
quando passa disso..estraga.
Bom final de semana
Beijos

Úrsula Avner disse...

Texto bonito e intenso Ira. Rico em metáforas que o tornam expressivo. Bjs.

Marcelo Novaes disse...

Ira,



Está mais do que bem-dito.



:)







Beijos,







Marcelo.

Soc disse...

Ah como entendo cada entrelinha desse amor que faz festa na nossa vida e às vezes traz sombras e lágrimas. Benditos aqueles que têm a capacidade de amar sem limites ou cenários. Sem fachadas, sem medos. Assim como você.

Paulo Tamburro disse...

IRA BUSCACIO

...."Uma mulher e um homem! Quem há de impedir,
Nem diabo de rabo compra essa guerra."

Que espetaculosidade existencial e plena, ler um texto saído do
mais intimo e profundo dos seus sentimentos.

É uma Ode no melhor estilo grego, aqui cantada e acompanhada pela Lira dos seus sonhos.

Uma mulher e um homem,no entanto, parceria normal, sadia e plena, tem sido hoje dificultada pelos intelectuais que se denominam sexólogos.

Primeiro inventaram que os homens não sabiam fazer sexo, pois eram tão idiotas ao ponto de não perceberem, que as mulheres poderiam ter orgasmo vaginal e clitoriano.

Tomamos, além de muitos chopes, um susto e invadimos as praias , as praças,as ruas, sentávamos à das calçadas e preguntávamos, uns aos outros.

- Esse negógio de orgasmo clitoriano...

-Nem me venha falar destas teorias destes intelectualoides. Sempre fiz como fiz e elas adoram.

Passado o susto inicial, daquela denúncia de incompetência, os homens foram logo e imediatamente pegos de surpresa, pela vil acusação que não proporcionavam às suas parceiras, o que eles - os inlectuais do sexo - chamavam de "preliminares".

Assustados, novamente sentamos à mesa dos bares e discutíamos:

- E agora essa: preliminares?

-Eu não quero nem saber, meu jogo é valendo ponto. Ninguém assiste preliminar...

Resolvida a questão os sexólogos, encontraram um tal de o Ponto G.

E todas as mulheres com as quais você dividia a alcova do mais antigo esporte do prazer, pediam:

-"Querido, encontra meu ponto G?"

-"Você perdeu isto aqui dentro de casa? O que isto? É Posto de Gasolina?"

-"Não amor, os sexólogos descobriram que eu tenho Ponto G"

-"Quem é, eu mato esse cara, quando
é que você saiu com ele?"

-"Calma querido, eu lí na Revista Sexo & Sexo, destinada às mulheres."

-Esquece, estas bobagens, não sou médico-cirurgião, sou espada,minha filha, vamos ao que interesssa!"

Sem deixar os homens respirarem, os tais sexólogos,descobriram o Ponto K.

Só podia ser brincadeira:

Preliminares, ponto G, agora ponto K, os homens começaram a conversar entre eles, exlatados.

-"Isto é coisa de intelectual boiola"

-"Eu também acho, esses caras nunca deram amor para uma mulher,só estas informações cretinas, para elas comprarem revistas. Vão lamber sabão."

Semanas depois eles começaram a fazer a cabeça das mulheres que elas deveriam ter múltiplos orgasmos, ou seja começar a sentir um orgasmo agora,depois outro, e mais outro e durante 6, 8, 10 horas continuarem,, numa boa e só revirando os olhinhos.

Novamente os mesmos pedidos:

- "Benzinho, eu quero ter múltiiplos orgasmos."

- Múltiplos o quê, minha filha?

-Orgasmos...

- E eu com isso?

- Para isto, querido,você tem, que descobrir, meu ponto G, meu ponto K, me proporcionar excepecionais e prolongadas "preliminares" aí eu , segundo a revista, Eu Acredito em Milagres, conseguirei orgasmos de várias horas benzinho...

- Tá legal eu posso tentar, me passa ai o Manual de Instruções."

Então IRA BUSCACIO, volto a usar seu parágrafo, acima com uma pequena alteração, oK?

...."Uma mulher e um homem! Quem há de impedir,
Nem diabo de rabo DISFARÇADO DE SEXÒLOGO DEVERIA COMPLICAR TANTO essa guerra."


Torço pelo seu sucesso,mesmo!!!