INSPIRAÇÕES DO POETA

28 de fev de 2009

CIDADELA

A noite ainda não passou e o meu quarto é um labirinto,
Cheio de feras e navios que arrastam meu corpo faminto.
Não tenho sono para sonhar, nem dragões eu consigo matar.
O meu castelo não tem ar e a cidadela está longe do mar.
Um pouco de rum e a minha sorte
é bem mais forte que essa dose lenta.
Não penso em futuro, além da morte
o que se leva é uma vida intensa.
Não é que eu te ame tanto assim,mas pelo sim,é melhor me deter.
Um dia você vai querer crescer, ai quem sabe...eu vou te querer (tanto).
Só quero saber por que, sem você, eu fico assim tão mal.
Ouvindo Lou Reed. Walk on the wild side. My mind.
Y like you, coisa e tal.

Nenhum comentário: