INSPIRAÇÕES DO POETA

20 de set de 2010

Canção 4 - Teleatriz




Ela sai o dia inteiro
Tendo roupa pra lavar.
De chinelo bem rasteiro,
Como se não fosse pecar.
Ela vai que nem veleiro,
Sem destino a navegar,
Com sorriso regateiro,
Ela pesca nas águas de lá.

Não quer mais ser Iracema, do lar e de amar.
Quer morar em Ipanema, de frente pro mar.

Ela quer vestido novo.
Eu morro de trabalhar.
Caiu na boca do povo,
A maldita só quer vadiar.
Mas se peço um chamego,
Ela diz que vai sangrar.
Ai, meu Deus! Eu peço arregô,
Essa dona é pior que guará.

Não quer mais ser Iracema do lar e de amar, xi!
Quer morar em Ipanema. Ser pop star.

Viu na tela de cinema, a morena ser tema de filme.
Jura nasceu atriz, nos Brasis.
Ficou nua a infeliz, em Paris.
Diz que agora é feliz, a petiz.
Ela é teleatriz!

Um comentário:

Lua Nova disse...

A mulata brasileira, com muita força nas cadeiras, a mulata carioca do Rio de Janeiro...
ninguém segura essa força da natureza...
Beijokas...