INSPIRAÇÕES DO POETA

1 de abr de 2011

Poeta, Meu pecado




Nunca sei se você existe, mas ouço sua voz, quando te busco nas horas plurais
E ela me acorda rouca, não parece morta, tão repleta de silêncios e gritos que violam tímpanos
Entram ricocheteando faíscas que saem pelos olhos.
Fulgor fecundado em retinas de mulher!
Há explosões subterrâneas nos pulmões que atinge a pele com tremores, a respiração é quase um suspiro, quando seus versos fadados ao crime me invadem o esqueleto infernalmente.
Espanto-me deveras, com seis sentidos os desejos surreais, de suas mãos em meu corpo escrevendo o que sempre quis dizer, já que suas mãos apenas existem de barro seco e em distância oceânica.

Eu poderia amá-lo e até penso que amo o escuro dos seus olhos, de cidades e marés convulsionadas, que me arrastam por monumentos antigos até a praia, onde nossos espíritos recitam a embriaguês.
Amo seus rumores em prosas e versos!
Deixo seu nome povoar toda memória que me sobra, como o vinho ocupa a taça, para além da velhice que se faz apurada. Invade-me seu sabor.
Os poetas são como caldeirões de feiticeiros fervilhando veneno, salamandras e morcegos, no fogo pretensioso, a ilusão abrasadora que enlouquece os homens.
Quem há de rouba-lhes a poção?
Quem há de vivê-los sem doses de abismos?
Nasci com excessos e é de minha natureza a paixão, assim não suportaria apenas lê-lo em páginas, sem medo tenho que atravessá-lo o coração.

20 comentários:

♪ Sil disse...

Ira, amada!

E só quem nasceu com excessos e tem de natureza a paixão, consegue ser assim.

Minha flor de amiga, tão bom passar aqui, sempre, sempre.
Fiquei 3 dias sem net, nunca tinha visto a chuva que caiu aqui esses dias.
A natureza grita!

Um beijoooo!

Poeta del Cielo disse...

Ira amiga belas letras, vc tem uma maneira linda de dizer en letras o sentir que de seu coracao nace, aquele que deseja brotar en estas lineas que de forma clara se sente... parabems

saludos
otima semana
abracos amiga

meus instantes e momentos disse...

"Nasci com excessos e é de minha natureza a paixão"
é isso, completamente isso e etc...etc...
Gosto de ti.
Maurizio

Jorge Pimenta disse...

querida ira,
acabo de ser apanhado em excesso de velocidade na auto-estrada da tua poesia. impossível lê-la de outra forma que não em sexta velocidade, deixando que as cidades, as árvores e as valetas sejam apenas pequenos pontos luminosos que vão ficando para trás, no retrovisor. e os olhos, negros, fundos, imensos, engolem-te na voragem de saber ver.
bravo, poeta!
beijos em estrépito!

Marcio Nicolau disse...

outra justa defesa ao poeta em nós que não está morto, vive ao nos manter atados a vida.

carmen silvia presotto disse...

Escreves como quem vive... que belo ato de amor à Poesia. Sofro de pluralidades também, ao te ler me identifico com os nós de nós, tu, ele(s)... vozes e eu.

Um beijo grande, bom final de semana.

Carmen.

Iram M. disse...

É da sua natureza escrever tao bem assim.
Mente maravilhosa.

Beijos

A.S. disse...

Querida Poeta,

Para ti nunca haverá excesso de infinito!!! São assim os poetas que estão para além das palavras e do tempo!


Beijos meus Ira!
AL

► JOTA ENE ◄ disse...

ººº
Mais uma bela poesia ...

Bom domingo p'ra vc ...

Bjoo!

Mateus Luciano disse...

esta apaixonada?

cristinasiqueira disse...

Ira!

Meu Deus!

A poética da ousadia,da coragem ,da quebrada da esquina ,do fogo que se precipita ,do rubro de ti palpitante
vinho,vertiginoso abismo.

Belo!

Com admiração

Cris

Apareça .Disparei e caprichei em postagens em todos os blogs

Assis Freitas disse...

o poeta aguarda e se guarda entre as páginas,


beijo

José Sousa disse...

Amiga!
Vim lhe ler e deparei com este lindo poema! Parabéns pela linda e sentida forma que o faz sentir em mim!

Siga-me em meu novo blogue:

http://transpondo-barreiras.blogspot.com

Um beijo e bom inicio de semana.

AC disse...

Ira,
Ressalta tanta autenticidade das suas palavras que embarcar no vislumbre do seu olhar é garantia de que o abraço é para ser sentido até à infimidade...

Beijo :)

La sonrisa de Hiperión disse...

Como siempre amiga, es un placer pasar de nuevo por tu espacio. Encando de volver por aquí...

Saludos y un abrazo.

Analuz disse...

"Nasci com excessos e é de minha natureza a paixão, assim não suportaria apenas lê-lo em páginas, sem medo tenho que atravessá-lo o coração."

Não há como tua intensidade passar despercebida...não há coração que não se sinta atravessado...

Beijo encantado, Ira brilhante!

Sandra disse...

Minha querida!
Que texto maravilhoso! Muito bom mesmo. Cada dia que passa a tua escrita está melhor, mais madura, nem sei explicar.
Beijos e parabéns.

Marcia Morais disse...

Amiga falou fundo ....rs .como esta?
vou deixar aqui um bjo e um desejo de boa semana!

Saulo Taveira disse...

Fostes assunto esse fim de semana, estás em meus pensamentos e a saudade é grande. Virei aqui com mais calma ler-te.

Te gosto moça.

Beijos e linda semana.

Antonio José Rodrigues disse...

Erupções poéticas, Ira, que lançam versos em brasas (desejos ardentes). Beijos de paz e harmonia