INSPIRAÇÕES DO POETA

17 de mai de 2012

Quatro Sedes, Um Único Copo




Ser? Não ser?
Não sejas!
É auspicioso que caminhes junto à brisa,
Pois tua face herdará o alfabeto espontâneo dos dias.

Ter? Não ter?
Não tenhas!
É imprudente eleger qualquer vaidade,
Se nenhum espelho reflete verdades.

Amar? Não amar?
Entristeças!
É incongruência este mar de profundo,
Onde há apenas memórias de barcos estrangeiros.

Viver? Não viver?
Não vivas!
É ininteligível a escritura de cem mil manhãs,
Então te concedas apenas o pensar, livre e sem sossego.

12 comentários:

Cristiano Marcell disse...

Muito bonito, minha cara!

Jorge Pimenta disse...

advertência esta, onde cada fotografia exibe o seu negativo (ou será o inverso?).
sempre inquietantemente bela a tua escrita, minha querida ira!

um beijo que se renova a cada verso teu!

Assis Freitas disse...

Ser, ter, amar, viver: sedes que não saciam,



beijo

Bruno Gaspari disse...

"Amar? Não amar?
Entristeças!
É incongruência este mar de profundo,
Onde há apenas memórias de barcos estrangeiros." A poesia completa é maravilhosa, mas esse trecho que destaquei chegou a me arrepiar;)
Abraço!

Bruno Gaspari disse...

Obrigado por me visitar lá
e comentar. Eu fiquei feliz
porque estou entusiasmado
com o seu estilo: moderno,
gostoso, inesperado, envolvente,
solto, nem sei definir a altura...
Tudo que sei é que vou voltar
e acompanhar pelo delicioso
fato de querer aprender algo
que vai me acrescentar;)

Beijão e bom fim de semana!
Tive sorte em achar seu blog,
parabéns por tudo que escreves.

Carolina disse...

E bom! Surpreendente, sutil, com graça e charme!
Beijos, feliz fim de semana e a viver!

Lily disse...

Muito belo!

Lembrou-me Cecília Meireles, em 'Cânticos'.

O último verso é de beleza extrema.

Beijos, Ira!

Suzana Guimarães - Lily

Cecília Romeu disse...

Ira, lindona!

Muitas fotografias de um mesmo retrato, muitos negativos de um mesmo material.

Se viver é inversamente proporcional ao conceder-se o pensamento, porque quanto mais pensamos, menos sossego temos? Não seria isso mais uma fotografia do mesmo retrato?
No mínimo instigante.

Beijos!

Fred Caju disse...

Gostei da construção, das palavras usadas.

LauraAlberto disse...

o positivo e o negativo, lado a lado
resta a escolha

[confesso que o negativo seduziu-me mais...]

beijinho

AC disse...

O outro lado do espelho. Que, por si só, nada é. E então remexemos, rebuscamos, remiramos...
(Ira, poucos respiram a vida com a tua intensidade)

Beijo :)

Carol disse...

Uma bela semana pra vc! =)