INSPIRAÇÕES DO POETA

2 de jul de 2009

VULCÃO

Eu te desejo meu vulcão do rio, minha poeta sem juízo.
Te desejo mulher doce e amarga,
Mulher ardente e fria.
Te desejo, como um afogado deseja um gole de ar.
Um perdido na noite, uma cabana com uma luz acesa.

poesia do meu querido Luis Reis, um homem de alma gigante.

Um comentário:

Paulo Tamburro disse...

Perguntar, não ofende certo?

Você é esta da foto?

No me blog tem meu e-email.

Abração