INSPIRAÇÕES DO POETA

26 de set de 2010

A Mulher e o Tempo




Ela acordou...

Mínima.
Mágica.
Última.

Prática.
Sôfrega.
Pública.

Líquida.
Trêmula.
Tímida.

Gótica.
Lágrima.
Sádica.

Cítrica.
Súbita.
Lógica.

...E foi dormir póstuma.

25 comentários:

Rob Novak disse...

E deve ter ido dormir um pouco feliz também, por ser tanto nos limites de uma lágrima e ainda assim conseguir se expressar, derramando-se apenas no fim do dia.

Muito bom seu poema!

Abraço.

Athila Goyaz disse...

Trágica
Lânguida
Morta.

Perfeita!

Angelo Augusto Paula do Nascimento disse...

Fantástico!!! Adorei o desfecho!
Abração

so sad disse...

...mas depois acordou!?
beijo!

António Rosa disse...

Gostei de ter conhecido o seu blogue, através do Saulo, do 'Partitura'. Já me sentei para ficar aqui lendo.

Saulo Taveira disse...

Menina, haverá texto teu freqüente em Partitura. Não há como. Maravilhoso isso que escreveste.
Aqui é mesmo um lugar pra sentar, ficar e apreciar.

Beijos.

Juliana Carla disse...

Ira,

Estou no continuar do So Sad... E mais: o que despertou? Afinal as pesquisas dizem que 5% vêm do consciente e 95% do inconsciente...

Bjuxxx e xerooo amiga.

Franck disse...

E amanhã,quem será essa mulher?
Uma boa semana! Bjs*

Érica disse...

e perfeita!

amei!
ah! comentário a parte madame... acertou em cheio me chamando de Ériquinha rsrsrsr
é assim que os qridos me chamam ;)

bjãO

Marcelo R. Rezende disse...

E foi dormir única.
AMO.

Grande beijo, Ira!

Kátia disse...

Oi lindona!!!
Vc é puro êxtase
Adoro o que escreve.
Beijoooos!!!!

CARLA FABIANE... disse...

AMIGA QUERIDA!
...Obrigado pelo carinho !!! Deus lhe abençoe sempre e sempre !!!
ME VI, EM TODAS ESSAS FORMAS FEMENINAS!
UMA LONDA SEMANA!
BJS...

Carolina disse...

Oi Ira! como estas garota bonita?

Seu poema é muy belo, em cada mulher vive um pouco de tudo. Nósotras somos uma o várias segun as ocasiões.

Bjs e boa semana.

Úrsula Avner disse...

Oi amiga,
super criativo este texto poético que reune as várias nuances ou facetas da mulher ao longo da vida, apontando para a complexidade do ser humano, mais especificamente do gênero feminino. Somos várias em uma e somos únicas. Bjs.

jefhcardoso disse...

Ira, ás vezes a separação entre a realidade e o sonho é apenas o dia, seja homem ou mulher. Abraço!

Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

| A.Luiz.D | disse...

Os primeiros segundos do acordar é assim, a transcedencia nos deixa o seu rastro!

bjao-boa semana

F. Otavio M. Silva disse...

Adorei, tudo o que está implícito nesse poema de poucas diz mais do que muitos poemas de várias laudas. Parabens. Fore Abraço

Jorge Pimenta disse...

o hiato entre tudo e nada ajuda a definir a verdadeira essência. o despertar e a morte; no interlúdio, apenas tudo aquilo que resta...
um beijinho, poeta amiga!

Sil.. disse...

Ira, amadaaaaaaaaaaaaa!

Dormiu póstuma!

E despertou inteira no dia seguinte, e tudo se repetiu???

Aiii amiga, coisa mais linda é você!!!

Beijooooooooooo

A.S. disse...

...
e teve sonhos devassos!

BjO´ss
AL

Lua Nova disse...

Minha querida...

Ando muito aborrecida com esse sistema do Blogger pois tenho passado por blogs, feito meus comentários e, por vezes, quando volto no dia seguinte, não encontro o diacho do comentário.
Ontem estive aqui e comentei os 2 posts... cadê?
Que ódio!!!
Bom, que posso dizer sobre teu poema
em proparoxítonas?
É simplesmente
Música
Bárbaro
Único...
e o final, Gênio!
Vc sabe que te acho o Máximo...
Beijokas...

Brasil Desnudo disse...

Oi, minha querida Ira!

Estou de volta, depois de uma semana fora, pois acabei internado no dia 21 passado, complicações na cirurgia, mas já estou ótimo...
Viu!
Te deixei em paz durante uma semana, mas agora não te largo mais Garota!!kkk
Voltei pra dizer que você vai ser a Primeira..
Mágica, você já É!
Te tornar Pública..
Pra acabar com sua Timidez!
Enxugar sua lágrimas..
Para torna-la mais Feliz e menos Cítrica...
Pois doce você já É!
Nada de muita Lógica..
Pois muitas das vezes, a Lógica não tem Lógica...
Não Acha?

Então viva, sem que a lógica lhe deixe um vazio.

Uma linda noite pra você minha queira Ira, cheia de muita paz e amor em seu coração..

Marcio RJ

Ana Agarriberri disse...

Que lindo. Me fez lembrar a música Formato mínimo do Skank, belo post. Seguindo-te, beeejo,beeejo.

Jorge Sader Filho disse...

Esta de "dormir póstuma" é inédita!
Muito segura sua poesia, Bela Ira.

Carinho,
Jorge

Érica disse...

Oi Ira td bem?

Passando só pra deixar um super beijãosãO!