INSPIRAÇÕES DO POETA

5 de set de 2010

No Meio Existe Um Mar




Há um mar de vagas inconstantes, ébrio de sal e espuma, sob o universo que tece a lã dos necessitados. Mar cumpridor de destinos, quais sejam, junção ou afastamento, pois de espírito incompreensível fez-se algoz, nessa pendenga, e apartou o que jamais seria indivisível, o par de orgânicas terras ávidas de enamoramento.
Oh, mar indomável! Quisera a mão de Moisés tocasse com rigor tua crista, não mais a dividi-lo e sim, a estreitá-lo em filete de água. Unindo, num beijo úmido, as bocas litorâneas.
Duas ilhas completas de sóis e luas, caleidoscópicas nas aparências justificando os territórios acidentados por Éolo, em suas breves fúrias. Dois chãos castigados de distância na solidão marítima guardam cais ocos de embarcações e dos seus altos minaretes, ampliam-se chamados de precipitadas ânsias.
Clamam aflitos por um solo contínuo, misto de detritos e húmus, que de tão fértil amor brote vida e impregne de cores a natureza, mas os ecos não se propagam a tempo de atingi-los. Fenecem a alguns metros das margens.
Suspeitam-se as ilhas amantes que, mesmo na lonjura, esses quereres os alimentem. É que a cada pássaro viajante, que pousa em terra firme seu cansaço, um grão de amor do outro trás.
Ah, ilhas em grave estado de paixão, se no meio existe um mar, pobre dos vossos corações!

8 comentários:

Kátia disse...

Olá Ira!!
Passando para te desejar um lindo feriado.
Beijos querida!

Marcelo R. Rezende disse...

É tão chato quando rola um mar entre as ilhas. E o mais chato ainda é quando a gente cria o mar.

Jorge Pimenta disse...

ora, é caso para dizer, malditas placas tectónicas, estas! filosoficamente intenso, este texto, porque joga com a geografia da terra e as suas relações com a geografia dos homens e dos seus afectos. ah, o mar! como pessoa dizia, o mar fez-se para unir, não para apartar.
encantador, o teu texto!
um beijinho!

Sil.. disse...

Eu suspeito que as ilhas amantes tem toda razão!!!

Mesmo na lonjura, os quereres sempre alimentam!
Mesmo que no meio exista um mar!

Beijooooooo amada!!!

Franck disse...

E 'eu sou um viajante tolo vagando por sua casa', neste domingo de céu azul, nesta cidade que poderia ser a minha, pois o mar deve ser o mesmo! Bj*

Brasil Desnudo disse...

Olá, Ira , vizinha Carioca!
Acabei entrando no seu blog, e me deparei com uma vizinha poeta, com belos posts e imagens.
Meus parabéns e, um lindo domingo para Ti

BJS

Marcio RJ

Jorge Sader Filho disse...

"Ah, ilhas em grave estado de paixão, se no meio existe um mar, pobre dos vossos corações!"
Está justificado o seu pensamento!
Uma apaixonada...

Carinho,
Jorge

so sad disse...

quando encontramos o homem que sabe como tomar posse do nosso corpo, estamos perdidas...ou não , como diria o Cae.
beijo!