INSPIRAÇÕES DO POETA

2 de nov de 2010

Oferta




Ao homem que me toma por desejo carnal dou-lhe meu anjo maternal.
Ao alcance da boca, seios róseos e pequenos.
Leite de vaca aos nazarenos
Ventre, cápsula de milagres,
Onde expulsa consangüinidade.
Aos olhos de brio...
Dou-lhe pouso em meu colo sombrio.
Música, poesia, ausência.
Toda falta de decência.

Ao homem que me toma por desejo viril dou-lhe piedade e leito febril.
Beijos de língua, indecentes e úmidos.
Ruídos cósmicos de gozos oferecidos.
Um coração de extremos sentimentos.
Ora tristeza, ora contentamento.
Dou-lhe paraíso e inferno.
Dias de treva. Dias de amor eterno,
Onde os corpos se bastam
E os espíritos nus se arrastam

Ao homem que me toma por desejo romântico dou-lhe vinho e cântico.
Lençóis brancos de lua inteira
Noites pagãs e regateiras,
De torpor, que erguem o seu pau de mistério,
E inunda de febre meu império.
Dou-lhe oceano de ânimo e ilusão,
Onde possa navegar suas mãos,
Mãos ávidas e desbravadoras,
Sobre minha pele desnuda e alma avassaladora.

Ao homem que me toma por um simples desejo, somente a ele dou-lhe o que vejo.
Uma singular sina do amor que se move
E arrebata as forças, comove.
Deitam no peito as grandes virtudes.
Ternuras tecidas amiúde.
Dou-lhe também meus segredos,
Ainda que o faça ter medo.
Quem me dará uma alma sem pecados?
Quem me dará um corpo não profanado?

22 comentários:

CANELAFINA disse...

Desta vez foi fundo demais. Me deixou paralizado. Lindo sentimento puro e verdadeiro. Abraçao . Eduardo

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Ira! Adorei! Atendimento personalizado para cada caso. Rsrs.

Beijos,

Furtado.

Marcelo R. Rezende disse...

E pra que uma alma sem pecados?
E pra que um corpo não profanado?

Queremos experiência, queremos vida, e o pecado é a redenção.

Lily disse...

Ira, querida!

Que leitura interessante essa que acabei de fazer. Senti, vi, caminhei junto num progresso, numa escalada de tesão e amor ("...E os espíritos nus se arrastam...").

Você me levou a diversos mundos, dos céus aos infernos, com maestria, com sentimento, sem deixar de ser a IRA envolvente, sensual, sexy, intimista.

Ao final, deixou sensação de um encontro pleno de corpos e almas.

Ótimo texto! Bravo!

Um abraço.

Wolber Campos disse...

Oi Ira!! Tudo bem?

Que belo texto, minha amiga! E que para cada pessoa, ou sentimento, tenhamos outro perfeito para retribuir.

Não é uma maravilha?

Bom estar aqui!

Grande abraço!

Antonio José Rodrigues disse...

Quando, Ira, a gente pensa que vc já revelou, em versos/reversos a sua alma, oferece, ainda, segredos. A minha curiosidade ficou aguçada. Afinal, será que vejo a sua alma nos seus poemas ou, então, apenas espelho meus delírios? Beijos

AC disse...

Oh, Ira, você anda por demais inspirada... E de cabeça alta, ainda por cima!
Muito bom o seu poema.

beijo :)

Costea disse...

É muito bom para expressar seus sentimentos em versos.

| A.Luiz.D | disse...

A este homem é oferecido o céu e o inferno, essa escolha é digna, é livre. O acordo se faz ao toque das mãos ou até uma linguagem corporal. Mas a pele pede o paraíso, as verdades ditas, são fetiches e bondades da paixão cheia de medo do risco.

bjos

Marcos de Sousa disse...

Belo demais. Sem palavras!

F. Otavio M. Silva disse...

Ira, obrigado pela força no meu ultimo post, que Deus lhe dê muita luz. Bju.

Carolina disse...

Waw! poema super inspirado! Muito bonito.
Para cada homem o que ele merece. Uff! minha imaginação voa ;D

Úrsula Avner disse...

Olá amiga, seus textos são arrebatadores... Cada vez que aporto aqui, vejo e sinto uma das mil faces da poetisa e da mulher que tu és... Bj com carinho.

Athila Goyaz disse...

Adorei Ira, fantástica a métrica!

Bjão! e olha o fds aí... hehe

Mundo da Lili disse...

Adorei o blog, vim fazer uma visitinha e virei seguidora. Espero em breve vc no meu Mundo!
Enorme beijo e sucesso!

Joop Zand disse...

Dag Ira

Fraaie opname en een mooie tekst, weer erg goed gedaan hoor.

groetjes en een zoen, Joop

ik wens je een heel fijn weekend toe.

Sil.. disse...

Ira do cééééééu!

Dessa vez, esse seu texto me fez o efeito de um Diazepan!
Loucuraaaaaaaaaa!!

Coisa lindaaaaaaaaa!
De onde vem tanta inspiração, me diz???

"Quem me dará um corpo não profanado"?

(QUEM?)

Beijo minha linda.

Tão especial pra mim!

Phivos Nicolaides disse...

Oi querida amiga Ira. Poema tão emocionante e lindo. Uma semana cheia de paz e sorrisos. Bjos achocolatados

Lila disse...

Loirudaaaaaaaa....óia eu aqui !!!

Ahhh, tu sabes que ando revoltada né, então...poema é lindíssimo, arrebatador, mas...EU NÃO DOU NADICA DE NADA NO MOMENTO..agora quero RECEBER, e se isso acontecer, quem sabe vou perder meu precioso tempo pensando se vale a pena dar um tiquinho do meu precisoso prazer....kkkkkkk
Amo.
Bjs meus.

Kátia Nascimento disse...

Olá amiga queridona e linda!!!
Várias faces. Uma única alma.
E um único querer... O amor é lindooo!!!
Beijos e um maravilhoso final de semana!!!

Machado de Carlos disse...

Olha só! Saudades de você! Que bom que você veio!
Uma ternura o seu poema, todo glamoroso de amor!
Convido-a a visitar meu outro blog, com um tipo especial de erotismo,
Conto com você, tá?
http://machadodecarlos10000.blogspot.com/

Beijos!

Obrigado pelo seu belo comentário!

Rob Novak disse...

Texto perfeito! Ideias perfeitas! Vontade perfeita!
Tudo muito longe de qualquer pecado.
:)
Bjs