INSPIRAÇÕES DO POETA

1 de jan de 2011

Feliz Ano Novo!




Primeiro dia de um Ano Novo, um novíssimo ano embrulhado com papel de seda no tempo. O tempo que desconhece tudo! O que foi passado, o futuro que virá e até mesmo o presente, o hoje que é verdadeiramente, verde, esperança – 365 dias guardados a nossa espera, numa caixa de presente, com um papel bonito e fino, feito de sonhos e fita vermelha, que combina com coração a mil, tão repleto de ilusões.
Em apenas dez segundos, a contagem regressiva – 10... 6... 2... 1! Pronto! Estamos em 2011 e aqueles dias de ausências, de dores, de medos, de desempregos, de mortes, de preconceitos, de desilusões, de maracutaias, de políticos corruptos, de guerrilhas urbanas, de barbáries, de falta de amor, de solidão, de cansaço desaparecem como mágica.
Um conto de fada ao contrário, onde na última badalada das doze, o passado vira abóbora. Surge então o presente, agora transformado numa bela carruagem, que nos levará ao futuro, a terra da felicidade.
Tempo. Ah, o tempo! Esse menino ligeiro, estilingue e sumidouro, ele que nunca olha pra trás e dança incansável a ciranda universal, não sabe a humanidade e suas ânsias. Ele, que é a nossa única certeza, de certezas nenhuma, mas que ainda beija os olhos nossos, quando passa seu vento ameno e umedece as retinas com desejos de boas novas.
O tempo, essa excêntrica continuidade de incógnitas, abstrato e inculpado, sem lei segue seu mistério, o destino de passar e nós, autores da história; egos, ora vítimas, ora verdugos; vestimos-nos de roupas e sentimentos brancos, indulto as próprias escolhas, como rito de passagem, de renascimento, onde podemos outros desenhos, outras linguagens, pois somos poeta e poesia desse livro: O tempo de viver!
Então, que esse primeiro dia, seja amanhecido, consciente e com memórias boas e ruins, pois nos imprimem traços, porém com muita fé, como todos os dias de nossas vidas. Fé em nós, alma e carne; fé no humano, oferta e tolerância; fé no tempo, amor e alívio; e por fim, fé na vida que é gentileza e milagre de um Deus, o Deus que habita em nós, chamado Esperança.

24 comentários:

Assis Freitas disse...

e assim vamos nos reescrevendo, escrita sobre escrita como um palimpsesto, na pele, nos olhos, no vento


beijo desse bom dia

Fred Caju disse...

2011 beijos para você, Ira!

Dilmar Gomes disse...

Muito bom o seu texto. Um grande abraço e um feliz ano de 2011.

Antonio José Rodrigues disse...

Estava, Ira, assistido a posse da Dilma. Parece-me que teremos um tom diferente no Planalto. Primeiro do ano, primeira presidenta do Brasil e primeira visita sua à minha página. Grandes presentes. Ampliei a sua foto: parece uma menininha tímida, mas de uma beleza exótica admiradora. Beijos tímidos

Lou Albergaria disse...

Nossa, que vergonha!!!

Desculpe pelo barraco lá no Covil, mas é que aquela criatura desde o ano passado que sempre cutucou Loba com vara muito curta, entende?

Desculpe mesmo! Uma pessoa do seu gabarito assistir a um barraco daqueles. Vou até postar algo mais ameno para pessoas assim com vc possam se manifestar sem precisar passar por aquele post.

FELIZ ANO NOVO!!! Muita paixão, amor, poesias, tesão e alegrias mil para 2011!!! É tudo que te desejo e mais um pouco...

BEIJO GRANDE!!!

Lu

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Ira,
Sejamos poetas de nosso tempo, saibamos vivê-lo com fé n'alma e carne...

Feliz 2011, 12, 13...
Ramúcio Pedro.

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo texto...Espectacular....
Feliz Ano Novo....
Cumprimentos

Juliana Carla disse...

✩✩✩ Feliz 2011 ✩✩✩

"Nós abriremos o livro. Suas páginas estão em branco. Nós vamos pôr palavras nele. O livro chama-se Oportunidade e seu primeiro capítulo é o Dia de ano novo." (Edith Lovejoy Pierce)

Ingredientes: prosperidade, felicidade, amor, sonhos, luta, vencer! Sabedoria para construir o que se espera de um novo amanhecer.

Obrigada por estar comigo em 2010! Que hoje e sempre não seja diferente. Vamos somar aprendizados.

Bjuxx e xeroo querida amiga!

Juliana Carla
brailledalma.blogspot.com

Franck disse...

Que 2011, que está aí, aqui, estamos vivendo-o, nos traga muitas energias positivas e suas prosas maravilhosas... E pensei numa frase de Jonh Lennon: 'A vida é aquilo que nos acontece enquanto estamos fazendo outros planos'...
Bjs*

Poeta del Cielo disse...

este ano novo asim mminha querida amiga con muita esperanca ...en nossos coracoes....

de coracao minha querida amiga feliz ano novo...

saludos
abracos
otima semana

Analuz disse...

Um ano iluminado Ira... cheio de grandes realizações...

Um abraço carinhoso de Luz...

Marcio Nicolau disse...

"...Um conto de fada ao contrário, onde na última badalada das doze, o passado vira abóbora. Surge então o presente, agora transformado numa bela carruagem, que nos levará ao futuro, a terra da felicidade..."

não poderia ser mais exata a comparação, Ira.

Sigamos então nossa história às avessas!
Com sorte e coragem, tomaremos as rédeas da carruagem.
E logo descobriremos que a terra prometida é aquela sobre a qual já estão nossos pés.

beijo imenso.

Diga-se de passagem, cresce a identificação com a tua prosa poética.

Phivos Nicolaides disse...

Desejo-lhe tudo de bom. Podem todos os seus sonhos se tornam realidade!
Obrigado por ser meu amiga. Beijos

Daniel disse...

Realmente, quantas palavras dignas de estarem no começo de muitos livros nobilissima amiga. Fico extremamente gratificado com suas palavras de consideração. Elas me favoreçam e me tornam uma pessoa melhor. Espero que em 2011 você consiga todos os seus sonhos e que os mesmos te realizem! você é uma excepcional pessoa!

Dan

maiscores disse...

Que 2011 traga mais cores pra vida de todos nós!
:D

Jasanf disse...

Que o ano de 2001 seja repleto de vitorias e conquistas.

Marcelo R. Rezende disse...

AMÉM.

Beijo, Ira, que 2011 seja de muita alegria pra você e sua família.
Um carinho gostoso.

Machado de Carlos disse...

... e na contagem regressiva, estamos aqui novamente e, sempre esperamos que o amor prevaleça!

Beijão para você Também!

Luciano Martini disse...

Ano novo, sorte nova. Feliz 2011.

Nilson Barcelli disse...

O ideal é que façamos a cada dia um ano novo... renovando os nossos sonhos e lutando para que se concretizem.
Belo texto, querida amiga Ira. Gostei, tal como também gostei do tom aparentemente negligé com que estás na foto.
Bom ano. Beijos.

Jorge Pimenta disse...

é novo o ano. são renovadas as expectativas e os sonhos. são exorcizadas as mágoas e as travessuras do tempo.
e neste ritual de mínimos desencantos e máximos encantos, nos refazemos do que não somos/fomos, na expectativa de que o único deus que nos guie decida morar dentro de nós. eu nem sempre o sei encontrar. quem sabe este novo ano mo anuncia...
um beijinho com votos de um ano leve como o bater de asas da borboleta sobre a paleta do arco-íris!

Brasil Desnudo disse...

Oi, minha Linda Ira!!

Primeiro a bronca!!kkk

Garota, você não precisa se desculpar por nada, lá no Desnudo, entendeu?
Você, como Eu, somos democráticos, amigos, sinceros, então minha Linda!

Post o que vier na cabeça, mesmo que não seja um comentário sobre o tema postado no blog, tendeu?

Quanto ao seu post, não poderia de comentar minha Amiga, pois mesmo falando das coisinhas ruins que ocorreram em 2010, muitas coisas maravilhosas aconteceram também!

2010 foi um Ano marcante para mim!

Mesmo com todos as dificuldades, da dor da doença, não deixei de ter a esperança, nem muito menos, o Amor que sempre preservei em meu coração...
Quando plantamos Amor nas pessoas, colhemos Amor delas mesmo!
E isso me foi plantado lá atrás, com sabedoria, sinceridade e sem desejar nada em troca...
Mas com certeza sabiam que teriam de volta, e todos os tem!

Mas também você foi uma das coisas boas, maravilhosas que conheci nesse ano que passou, só o ano!
Pois você ficou guardada, com todo carinho, respeito, admiração que construímos durante os últimos meses que passou.

Kibom, mas prefiro da Nestlê, é mais gostoso...
Mas gostoso é tê-la sempre lá no Desnudo...

Beijos no coração e, um dia maravilhoso pra Ti, minha querida Amiga Ira.

Marcio RJ

Iram M. disse...

Meu Deus, que coisa mais linda!
Amiga, só orando muito para agradecer a Deus tão admirável
inspiração.

Adoreeeei!

multiberg disse...

e sem duvida a cada som mudo de teus dedos nasce um adicto e n'ao quero tratamento se nao te ler.