INSPIRAÇÕES DO POETA

1 de mar de 2011

Com Todos os Pecados




Afasta de mim essa imagem vertical de suporte, pois nada sou além de desvios ziguezagueantes, onde a travessia é sempre um abismo de sensações pra lá da morte.
Afasta de mim essa imagem marítima de espuma, origem de beleza, pois nada sou além de fera espantada, onde o tempo deforma garras e articulações pra cá da feiúra.
Afasta de mim essa imagem de Hipólita audaz, pois nada sou além de uma roleta russa sem festim, onde temo minhas próprias inclinações.
Afasta de mim essa imagem doméstica e desinfetada, pois nada sou além de clandestina suja, onde em porões ordinários de navios escrevo poemas com sal e sangue.
Dos meus braços corte os abraços garantidos, que mais a ninguém darei conforto de agasalho nos invernos possíveis.
Das minhas pernas corte os passos cúmplices, que mais a ninguém darei caminhos de girassóis nos intervalos dos destinos.
Da minha boca corte o silêncio repleto de ecos, que mais a ninguém darei o que calo em confissões inequívocas.
Do meu ventre corte a febre líquida, que mais a ninguém darei a larva quente e transbordante do vulcão primitivo e infernal.
Dá-me tua mão, ainda que eu já me tenha abandonado e perdida ande a experimentar o que nunca fui antes, com liberdade de ser acaso.
Assim reconhecida em meu inferno de pecados saberei que um dia fui dissecadamente amada.

35 comentários:

carmen silvia presotto disse...

Ira, teces uma dor intensa, talvez a dor de tantas mulheres em busca do amor... e tua poesia é latente, desenrolas a linguagem com maestria para que quem aqui chegue leia, sinta e saia diferente sempre.

Beijos e boa semana.

Carmen.

Poeta del Cielo disse...

Ira minha querida amiga que belleza de letras ... quanto sentimiento a mares que nos ofreces en elas... se siente a emocao que en elas deixas sentir.... como e bom leer a vc amiga... lindo demais....


saludos
Otima semana
Abracos de coracao

Obrigado sempre pela sua linda amizade

Marcelo R. Rezende disse...

Esses amores que nos deixam loucos, tentados a nada fazer. Acho amar um perigo, pena que eu tenha caído nessa, rs.

Beijo, Ira!

RITA DE CÁSSIA disse...

minha nossa Ira me deixas encantada toda vez q aki venho. Este post então está perfeito!
encontrei-me em mtos detalhes e sairei diferente depois de ter bebido de tuas palavras.
bjos

♪ Sil disse...

Afasta de mim tudo isso também!

Beijoooooooo minha escritora, poetisa, poeta, guru, amiga!!

Assis Freitas disse...

afasta o sobretudo, deixa-me de verbo divertir,


beijo

Iram M. disse...

...mas nao afaste de alguém que tem o dom de usar as palavras soltas, num texto bem escrito como este.

Beijos

A.S. disse...

Ira,

Todos cometemos pecados. A perfeição não existe! Porém não devemos assumir uma posição de comprometimento com tudo de errado que aconteceu no passado! Com os erros, também aprendemos, tornamo-nos mais fortes. Olha o futuro com o brilho lindo dos teus olhos. Dentro do teu peito habitam ainda todos os sonhos, todos os desejos!...

Beijos meus,
AL

Dilmar Gomes disse...

Olá amiga Ira. Como sempre, mais tu nos oferece mais um lindo poema.
Um grande abraço.

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

com todos os pecados ficou ótimo pbens ... e nao resisti

Argumentos ...
(Um poema para todos e para ninguém)

Esse silêncio atento
Que trazes em teu olhar
Foi astuto argumento
Para me conquistar.

Teus sorrisos já pecavam
Na tua maneira de andar,
Teus desejos tropeçavam
Para não te denunciar.

Tuas curvas me atormentavam
Brincando de conquistar
Nos Meus olhos, o tormento,
A vontade de pecar

(@by Adilson S. Silva)

► JOTA ENE ◄ disse...

ººº
Gostei das tuas palavras...

Bjosss muitosss

Érica disse...

Ira! saudade!

Atire quem nunca foi (ou é) um caminho ziguezagueante, errante que, possívelmente, levará a algum abismo.
Me agrada a ideia de abraçar até não poder com os próprios braços, de um perder conjunto, "se vai levar o que é meu, deixe o que é teu tbém" Dissequemo-nos! rsrs

bjãOsãO

docerachel disse...

Ah como dependemos dessa chama!

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ®/Heleno Vieira de Oliveira disse...

Maravilhosa, adorei te conhecer e ler o que escreveu no teu perfil, agora teu post, que lindo e forte, vou querer aos poucos como um louco degustar devagar e apreciar tudo do conteudo ao vasilhame, como voce tenho fome de tudo que é bonito e poetico, e uma enorme dialética, beijos

Eva disse...

Ira querida, como camaleoa, que vc é sinto que o vento levara também cada palavra para uma outra sintonia mas sempre vivida intensamente, me identifo com vc, adoro teus poemas, mas sei que alma do poeta é profunda mas breve também como o desabrochar de uma borboleta. bjkas

Os brejos ao redor de minha alma agreste... disse...

IRA DA-ME SUA ATENÇÃO NO ÚLTIMO POST Q FIZ.
PRECISO DA SOLIDARIEDADE DE TODOS...
ABRAÇOS
RITA

Guará Matos disse...

E "afasta de mim esse cálice de vinho tinto de sangue" (CBH).

Bjs.

Poeta Renato Douglas disse...

Olá adorei teu blog, lindo mesmo. Parabéns. Fique a vontade para fazer uma visitinha ao nosso e seja mais um membro. Você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/.
Um grande abraço!

Renato Douglas!

Machado de Carlos disse...

Nos ziguezagueantes que segue o mundo das feras geralmente nos encontramos em uma roleta russa. Eis que chega o girassol para enfeitar um vulcão que nos faz feliz, mesmo assim. Você, como grande ser humano será sempre amada por nós todos.
Adorei ler você e brincar com as suas palavras!
Beijos!... Adorei sua visita!

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Analuz disse...

"Da minha boca corte o silêncio repleto de ecos, que mais a ninguém darei o que calo em confissões inequívocas."

Jamais pare de brilhar, Ira!

Maravilhoso poema!

Beijinho de Luz!

Antonio José Rodrigues disse...

AMÉM. Minha alma, Ira, só se purifica na "sujeira". Beijos poetisa

Jorge Pimenta disse...

querida ira,
a voz pontua a estrada da renúncia, onde os infernos se escrevem com a sintaxe dos homens e não dos deuses. é justamente na ardósia da sua imperfeição que tudo vale a pena.
um beijinho!

ღPat.ღ disse...

Não poderia ter lido texto melhor hoje... tu és demais amiga!

Nem tenho muito para expressar, até porque, perdi minhas palavras... ;(

beijos com ternura

Long Haired Lady disse...

saber ter sido amada vale o inferno...?!

Sonhadora disse...

Minha querida

Sempre fortes os teus textos, é um prazer ler...são gritos arrancados do mais profundo da alma.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Franck disse...

Que dualidade!
Bjs*

Jasanf disse...

Quantas fases prevalece o simulacro de alguém? Perfeito como sempre seus textos. Bom final de semana e um excelente carnaval! Bjs
Jasanf.

Mari Amorim disse...

Belo,Ira!
Obrigada pelo carinho da visita,Boas energias,paz.saúde.luz!Excelente Carnaval!
bjs,
Mari

Márcio Kindermann disse...

Cara, como estou chovendo, achei aqui um reflexo... pura tradução.
Estou por aqui, em silencio, apenas ouvindo, mas como não desejar um super carnaval pra voce...sem chuva.
Bj meu... amo tu!
mk

Daniel disse...

Nobilissima amiga, é uma dor grande que vejo em seus versos, quase saio sem te deixar nada, porque dizes tudo! e tudo de uma vez só, tudo novo em cada verso que dissemina!
particularmente gostei do todo, mas se pudesse ressaltar algo para uma carta, diria isso:

"Afasta de mim essa imagem doméstica e desinfetada, pois nada sou além de clandestina suja, onde em porões ordinários de navios escrevo poemas com sal e sangue."

Extremamente magnifico, e adorável!
grandes beijos

Dan

Carol disse...

Muito belo! Parabéns!

Gringo disse...

Great shot Ira!

Athila Goyaz disse...

Lindo texto!
Tenha um ótimo carnaval!!
bjus

TinnyMey disse...

your header is wonderful and nice pictures!
greetings