INSPIRAÇÕES DO POETA

19 de mar de 2011

Horas de Puta




Com essa boca suja, sua, eu ordeno!
Joga nas minhas horas de puta, nua,
O seu desejo obsceno.

Enfia a língua na orelha. Morde!
Põe a mão na minha bunda e ajoelha.
Implora meu líquido. Fode.

Deita seu corpo nas minhas costas. Sente!
O samba nas ancas, como resposta,
Num vai e vem dolente.

Segura nas minhas coxas e apela. Aperta!
Rela na cava seu pau em sentinela,
Que eu morro de gozo e oferta.

31 comentários:

Fulvio Ribeiro disse...

Olá minha Amiga Ira...

É sempre muito bom passar aqui, textos sempre dispensando comentários...ótimo fim de semana.
Grande Abraço.

rouxinol de Bernardim disse...

a excelencia em estado puro... sedutora, extasiante, vibrante!

Assis Freitas disse...

esse pegou na veia,


beijo

carmen silvia presotto disse...

Uau, que horas calientes...boas!

Um beijo e bom final de semana.

Carmen.

AC disse...

Ira,
Pudores, para quê?
Como eu a admiro, minha amiga!

Beijo :)

Saulo Taveira disse...

Oh tesão
Mulher vulcão
enfia língua, dedos e pau
ajoelha e reza
gozo, cama, chão, relva
apela, aperta sentinela com sentinela


esse texto me da idéias.

Beijos.

Sandra disse...

Sem pudor...desejo profundo
Todos passamos por estes momentos, parabéns pela "coragem" de o escrever assim tão intensamente.
Beijo

Dilmar Gomes disse...

Amiga Ira, poetisa maior, consegues virar o foco sem perder qualidade. Muito bom.
Um grande abraço e um bom finds.

Cadinho RoCo disse...

No gozo da puta instante inesperado de entrega.
Cadinho RoCo

Marcelo R. Rezende disse...

Sexo que explode nas mãos.

Pelos caminhos da vida. disse...

Amizade


Não lembro datas ... Não me dedico a fazer contas, Nem fico imaginando até quando .... Simplesmente, porque amigos não são números Amizade é presença permitida, Ausência necessária E sempre presente , Esteja longe, Esteja ao lado, Esteja onde estiver... E o amor que dedico a um amigo é algo sem palavras É sorrir por dentro ... Chorar de emoção... Calar se preciso...


(Alice Ruiz).

FELIZ DIA DO BLOGUEIRO!

Um gdeeeeeeee abraço.

beijooo.

Mari Amorim disse...

Ira,
aí está a face de um poeta,brilhante!

Obrigada pelo carinho,fico feliz quando deixa suas
boas energias,por lá,muitas dádivas em sua vida!
um abraço,
Mari

meus instantes e momentos disse...

e eu mato, compro e quero...

Dave disse...

E qual homem não queria ser o do poema, pra poder fazer isso contigo? Eu pelo menos ousei em imaginar altas coisas e o restante do poema ficou... Grande!

Beijo.

Paulo Tamburro disse...

IRA BUSCACIO,

minha grande amiga virtual, eu não acredito que não era seu seguidor.

Você foi uma das primeiras pessoas na internet a qual acompanhei o blog.

Hoje, muito tardiamente, refiz este equívoco imperdoável: sou seu mais novo e antigo seguidor.

Confesso que lí várias vezes sua poesia...bem, eu queria dizer ...
dizer não,... eu preferia ter sido este "muso" que a inspirou tão bela explosão de sensualidade.

Não fui, é assim que a banda toca e às vezes não a vejo passar.

E creia, sempre estive à toa na vida!

Fala sério!

Um abração carioca.

Jorge Pimenta disse...

há explosões de ser em cada palavra tua.
admirável a forma viril e até violenta com que ressignificas o corpo e cada movimento seu em palavras que perdem a timidez e atravessam os oceanos; são vagas disformes, lambendo todas as areias que ajoelham à sua dança. e, por fim, redefines o amor, redefines o sexo. e o poema ejacula sensações que nos lavam a pele!
beijos, querida ira!

Iram M. disse...

Iraaaaaa

Poeta é assim, nao importa o tema, ela chega e arrebenta,

Ual! "Dorei" danadinha.

Beijo

Sonhadora disse...

Minha querida

Adoro ler-te, és profunda...as tuas palavras gritam sentimentos, saio sempre daqui extasiada.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Lily disse...

A gente lê e pensa que há um mundo carnal a nos esperar... é bom isso, às vezes, a gente se esquece que tem sexo.

Beijos!

Suzana/LILY

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Ira,
Às vezes, obsceno é não ser obsceno...
Nelson Rodrigues fingiria suas autopsicografias mais afiadas ante tua pura hora de putas, ora...
Ajoelhou, tem que rogar...
Prazer estar-me aqui, moça de composições (e descomposturas) belíssimas...

Abraço mineirinho,
Pedro Ramúcio.

Long Haired Lady disse...

toda mulher que ama um homem, tem essas horas...

Antonio José Rodrigues disse...

Horas de puta, Ira, e putas da hora... adoro. Beijos

Phivos Nicolaides disse...

Desejos e davam-se em um bom jogo de palavras...

Juci Barros disse...

Wow. Sem palavras...

Beijos.

Cáh disse...

Belissimo,

li suspirando ...


Um beijo

helio.rocca disse...

Excelente e irretocavelmente escrito. Parabéns!

Machado de Carlos disse...

Um momento incrível, vale a pena vivê-lo!

Beijos!...

Cristal de uma mulher disse...

Simpleesmente desejoso e apuradissimo.

Beijos amiga

Marcia Morais disse...

lindos teus poemas menina bjs!"

A.S. disse...

Adorei a intensidade do teu poema Ira!!! Muito belo...


Beijos meus,
AL

Jose_Kunita disse...

¡AY QUÉ ATREVIDA!
ME ENCANTA ;)
¡BUENÍSIMO, BONITA!
POETISA
VALIENTE
Y CALIENTE
GENIAL!!!!!!!!!!!

BEIJO :)