INSPIRAÇÕES DO POETA

15 de mai de 2011

Rota Para Viagem Longa




A chuva para de chorar e os cheiros estão vivos.
Penso nos temperos que morrem nas bocas,
Nada é inofensivo. Nada! Nada!
Ele diz que o tempo é uma idéia cristã,
Não uma necessidade nossa.
Nossas mãos conspiram.
Ah, que elas divulguem os escândalos!
Adoro quando o tempo para
E a gente continua.

Nasci do lado de cá do oceano por propósito.
Como poderia sonhar descobrir-te lá,
Senão navegando em quereres e vagas?
Ele diz que o tempo é liso e longe,
Mas o mar é uma necessidade nossa.
Navegamos em espumas.
Ah, quanto é belo o cais das impossibilidades!
Amo quando o tempo para
E a gente continua.

Há um nome parado no ancoradouro
Um sobrevivente que meus olhos alcançam,
Muito além do imaginário.

30 comentários:

Poeta del Cielo disse...

Ira amiga sempre suas letras sao de emocionar de sentir na pele... profundas e lindas... parabems sempre amiga

saludos
linda semana
abracos

C. disse...

Oxalá esse ancoradouro seja confortável o suficiente para transportar a realidade, e do tempo impiedoso em que só nao é quando nos adiantamos dele...

Beijinho

Cristiane disse...

Um, que delícia imaginar além do oceano e do tempo. Em nós, tudo é permitido! Bjs e bom domingo! :-)

helio.rocca disse...

Um lindo poema, uma busca, uma paixão. Há mensagens subliminares neste texto, que fazem o leitor imaginar...

I Love Ski Jumping disse...

░░░░░░▄▄▄▄░░░░░░░░
░░░░▄██░███▄░░░░░░
░░░▄████░███▄▄▄░░░
░░▄██████░███░█▄░░
░░█░███░████░███░░
░░██░██████░████░░
░░▀███░░███████▀░░
░░████████░░██▀░░░
░░▀██████████▀░░░░
░░░░▀▀▀▀▀░▐▌░░░░░░
░░░░░▄███▄▌█░░▄░░░
░░░▐██████▌█▄███▀░
░░░░▀█████▄█▀▀▀░░░
░░░░░░▀▀▀▀█▌░░░░░░



█▀▀░█░▌░█▀▌░█▀░▐▀█
███░█░▌░█▄▌░█▄░▐▄█
▄▄█░█▄▌░█░░░█▄░▐▀▄

AC disse...

Há ancoradouros cujo olhar ultrapassa o horizonte mais próximo. Ainda bem.

Beijo :)

♪ Sil disse...

Mas o mar é uma necessidade nossa.
Navegamos em espumas.
Ah, quanto é belo o cais das impossibilidades!
Amo quando o tempo para
E a gente continua.



Afemariaaaaaaaaa Ira...

Eu SEI que é repetitivo, mas eu digo que eu me leio nas suas palavras...

Mulher, você é demais!

Você é ÚNICA!!!

Um beijooo minha amiga adorada por mim!!!

(A coluna vezenquando dá uma trégua, mas tá tudo bem. Já me decidi - mais pela dor que por amor rs -, Junho, começo de junho encaro a cirurgia)

E você minha linda, como vão as coisas??

Sandra disse...

Que poema lindo...quase senti o cheiro a maresia trazido pelo arrulhar de águas
Beijo minha querida

Assis Freitas disse...

a lira do tempo incendiou-se nos teus versos,


beijo

Dilmar Gomes disse...

Lindo poema, amiga Ira.
Um grande abraço.

Naty e Carlos disse...

Um amigo verdadeiro é alguém que chega quando todos os demais se vão, e se fica quando todos os demais desapareceram. Graças por ser meu amigo.
Uma boa semana
Bjs com carinho

Brasil Desnudo disse...

Oi, minha querida Ira!

Eu tbm estava com saudades de Ti!

Mas depois que postei no dia 11, não consegui mais entrar ou sair do meu blog, pois o Blogger essa semana entrou em pane, deletando parte do meu blog, mensagens deixadas pelos seguidores, seguidores e um monte de lambança, como não sei!
Só ontem foi que consegui acessar o painel de controle e, postar algo, mas já era tarde e, cansado, acabei indo dormir.
Mas a semana tbm foi complicada, pois estou com trabalhos em três cidades de Minas, uma em Floripa e outra aki no Rio, Museu do Índio, mas não te esqueci boba!

Bjs nesse coração que amo e, uma noite maravilhosa pra ti...

Marcio RJ

Carolina disse...

Bela e intensa poesia, querida Ira. Como você diz, nada é inofensivo, nada! BJSS.

carmen silvia presotto disse...

Teus versos são chuvas, são rios que sempre me levam ao mar da poesia... um beijo grande Ira, boa semana.

Carmen.

Dilmar Gomes disse...

Amiga Ira, passando por aqui para apreciar a tua e para deixar o meu abraço.

Iram M. disse...

E eu do lado de cá desse oceano, me encho de alegria por ter conhecido alguém tão especial como vc, querida.

Beijinhs

Malu disse...

E quem não ama quando o tempo para e pode-se continuar...
Sempre poemas maravilhosos, minha amiga!
Um grande abraço.

Pedro Menuchelli disse...

Seu poema me deixou em um estado de espirito muito bom, foi capaz de fazer meu dia ficar melhor. Se não se importa, estou a seguir.

Um grande beijo e uma ótima semana!
Com carinho,

Pedro

José Sousa disse...

Olá Ira!
Aqui estou para a continuar a seguir, siga-me também em:

Transpondo Barreiras.

Adorei suas poesias e todo o seu blog.

Beijinho.

Sandra Botelho disse...

Querida adoro a leveza de suas palavras,,,beijos achocolatados

Lucas Nícolas™ disse...

Nossa muito belo! Ira, Tu me inspiras...

Jorge Pimenta disse...

acordem o mar!

Déjà Vu disse...

A paixa e m amor sublime que esvai se nao tiver os pilares da força do amor!
Belo poema!
Me visita la e comente sempre tb!
Beijos

Antonio José Rodrigues disse...

"Matar o sonho é matarmo-nos. É mutilar a nossa alma. O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso."

Fernando Pessoa
Beijos

| A.Luiz.D | disse...

Vc é meu paladar.
Navego em ansiedades amorosas,
sem ter quem chamar, ou remar..
Assim vou lendo, degustando
cada verso teu..

Eu te encontro no princípio..
bjos

Liberdade. disse...

Olá querida!

cada vez que passo por aqui,
me deparo com uma face mas linda
do que a outra dessa poeta.
essa face muito me emocionou!
belíssimo post Querida!
um beijo!

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

A.S. disse...

Ira,

No teu ancoradouro repousam ainda todos os sonhos, todos os desejos, todos os prazeres...


Beijos, querida!
AL

Franck disse...

Vc me traduziu, pq na minha casa os mapas, as cartas geográficas, os roteiros de viagem, os guias...me cercam para uma viagem de julho!
Bjs*

Lily disse...

"Amo quando o tempo para
E a gente continua."

Soa feito milagre. Coisa boa ler isso.

Beijos,

Suzana/LILY