INSPIRAÇÕES DO POETA

7 de jun de 2011

Marginal



Amor, corre, corre!
Córrego pra algum lugar,
Que não eu, margem.
Bem poderias cessar.
Matar-se com destino,
Que é meu, de secar

Amor, corre, corre!
Correnteza de ir além
Que não eu, aqui só.
Beija-me sem ficar.
Mato-te com destino
De me fragilizar

Amor, corre, corre!
Cor de outras águas
Que não eu, sede.
Pedra dura sem ar.
Mato-me com destino
Afogado, de não ver o mar.

Ouvi as vozes das represas, só ouvi, longe, longe, longe!

9 comentários:

carmen silvia presotto disse...

Amor corre, corre...escuta-me, remove o silêncio, atravessa o tempo, sá-me tua mão... amor, corramos, corramos...


Beijos, carinho sempre, boa semana.

Carmen.

helio.rocca disse...

Um poema lindo e feito com maestria. Adorei!

Antonio José Rodrigues disse...

Bacana, Ira. Beijos

Marcia disse...

Amiga querida que lindo post,adoro quando vc vem! um beijo !

♪ Sil disse...

Ira amada!

MeuuuuuuuuuuuuuuuuuuuDeusssssssssssss, se tu soubesse como eu amooooooooooooooo Djavan.
Ele é meu cantor preferido.
Tenho TUDO dele, tudo, e por coincidência estava ouvindo ele hoje no carro (no último volume clarooo).
Djavan e as palavras de Ira juntos?

Peraê que vou pegar meu remedinho pra taquicardia!!!

Um beijooooo!

Giovanna disse...

Lindo, me fez lembrar muitas coisas, a canção, o show, Djavan...quando estudei no Brasil tinha um amigo na faculdade que era fã n.1 e ele me levou a 2 shows do Djavan, amei... muito bom, pois fazia tempo que não ouvia nada dele... boas lembranças...
obrigada por proporcionar boas recordações.. um lindo dia pra ti poeta.vou passar por aqui mais vezes. bjs Giovanna

A.S. disse...

Ira,

Qie se libertam as águas em todas as represas!... Só a liberdade das águas arrasta a torrente imparável das emoções!!!


Beijos querida!
AL

Zil Mar disse...

mais uma preciosidade que vc posta ao som de Djavan...é um presente....

meu carinho pessoa linda...e minha admiração...sempre...


Zil

Paulinha Barreto disse...

Perfeita musica.....adorei

beijos Linda