INSPIRAÇÕES DO POETA

28 de mar de 2012

Oração dos Afogados Vivos


Cale-se, demônio brutal!
Não permitirei que engravides meus ouvidos
Com teu sêmen ardiloso,
Que entra pelas cabeças esquecidas das ruínas
E defeca sujeira, dor e delícias vexantes.

Cale esses lábios vampiros,
Dos mais finos tecidos aromáticos,
Os quais guardam veneno,
Que injetam nos corpos caídos de sono,
Pois te nego meu sangue desinfetado.

Poupe tuas asas, irmãs dos braços,
Por onde escondes o fogo principal,
Mais selvagem que a inteligência,
Já que ando afogada nas profundezas oceânicas,
Onde tua chama não alcança mais.

Cale-se, Deus das vestes deslumbrantes!
Não me seduz mais, tua túnica floral.
Conheço-te os espinhos na pele.
- ainda sangra na primavera! –
Conheço-te nu, o dorso de erva daninha.

Puna-me, com tuas costas em minha face,
Eu te imploro!
Que esconderei teu nome da claridade e,
Somente aos versos negros confidenciarei tua voz,
Todos os teus passos continuarão livres no silêncio.

29 comentários:

LauraAlberto disse...

Ira, ainda falas tu em vestir a pele... Este teu poema serve-me direitinho.
Conheço bem esses demónios, vestidos de deuses de vestes coloridas...
O tempo vai ditando o seu fim, espero!!!
Beijinho

[adoro a foto que escolheste]

LauraAlberto disse...

uma vez mais, que texto o teu!!!!!

Tania regina Contreiras disse...

Ira, que forte e como tive ímpetos de tomar tuas palavras e vesti-las em mim! Gosto MUITO da tua poesia!
beijos,

Enigmático Byjotan disse...

Delineado nas vestes do saber,nem todos os venenos são proibidos.
Mas existe aqueles que provamos exatamente por ser, prazer, proibido,
magnífico poema,justo e acertado na medida.beijo de leitor.:-BYJOTAN.

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Assis Freitas disse...

só o título já inunda, a canção respinga em sangue suor


beijo

Helio Thompson disse...

Não me sugam mais esses deuses famintos, sugadores de toda energia, pois mais belos que possam ser aos olhos, já basta. Quero o sangue, o sêmen que me deixa em êxtase, bocas que fazem da minha somente caricias. E se for para eliminar algo, que não sejam fezes, que sejam o transbordar do excesso de todo o prazer.

Querida Ira, intenso, realista de tão belo.

Beijo.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Ira! Passando para agradecer a tua honrosa visita e o teu amável comentário, assim como apreciar mais uma das tuas belas criações.

Beijos,

Furtado.

Cristiano Marcell disse...

Belo poema, prezada amiga!

Muita paz!

Carolina disse...

Forte oracao, com temperamento, talentosa, confidencial, genial!
Bjsssss.

Al Reiffer disse...

Ótimo, intenso, profundo! abraços!

Luiz Alfredo disse...

Livrar-se dos vampiros
e demônios
é preciso muita oração
e poesia
eles detestam o verbo
amar
apesar que são belos
declamadores
oferecem beijos de cerejas
e licores
ardores profundos
mas o que querem
é a artéria encarnada
a vantagem é que não gostam
de crucifixo
nem versos de amor
gostam do luar
mas tremem diante
dos eclipses
e elipses dos poetas
destemidos
queimam diante do sol
não conhecem
a rota dos pássaros
nem do girassol
aprendi com um velho poeta
a nunca aceitar
um beijo de um vampiro
mas matá-los com meus
poemas de amor.

Luiz Alfredo - poeta

Lindo poema de versos
inflamados de lirismo...

Marcia disse...

Minha lindas seus versos são fortalezas
que em vão tento penetrar. Adoro!!Beijos e bom fim de semana queridissima!

Cris de Souza disse...

eis um poema espantoso! voz que impressiona...

beijo, ira*

A.S. disse...

Forte como um grito!
Profundo como um oceano!


Beijos Poeta!
AL

Domingos Barroso disse...

Que poema,
que poema
...

[digo-o aos sussurros
mas com a voz firme
e alta]

Beijo carinhoso.

Paulo Tamburro. disse...

IRA,

fortíssimo este seu poema,contundente,direto, sem deixar a menor dúvida, e muito menos, pedra sobre pedra.

Que tsunani!

Coitado desta vitima. kkkkk

Um abração carioca.

Fred Caju disse...

Demais, sobretudo a estrofe final!

Jorge Pimenta disse...

ira, minha amiga,
neste cântico negro a certeza de que "Todos os teus passos continuarão livres no silêncio.". faça-se silêncio, pois, nos umbrais da voz.

beijinho!

cristinasiqueira disse...

Ira AMADA,

E me lembrei dos Baba de Pé e suas faces iluminadas pela dor,pelo tormento desejado.E me lembrei de suas danças com seus cotos de ossos e peles e eles livres
no silêncio do sacrifício que expurgam pecados.
Eles os babas de pé e o haxixe da Cashimira que os anestesiam para o fogo dos olhos vivos ser luz ,única claridade.


Ira,sempre linda,forte,exótica.
Após um hiato escrevi Sabático.Te espero.(www.cristinasiqueira.blogspot.com)
E no www.euamotrancoso.blogspot.com tem festa em Trancoso vale a visita.

beijos,


Passei horas por aqui me deliciando com seu texto e com os comentários.Bom fim de semana

Cris

AC disse...

A tentação usa de mil ardis e subtilezas para se insinuar, e muitas vezes a carne é fraca...
Bem, como sempre, Ira!

Beijo :)

Nilson Barcelli disse...

Poema intenso, forte, e muito bem conseguido.
Parabéns pelo teu talento.
Ira, querida amiga, tem uma boa semana.
Beijos.

Lily disse...

Ira,

Obrigada pela oração! Compartilhei no FB, se me permite... rs, já fiz!

Somos filhos da Luz, vade retro Satana!

Beijos e minha admiração,

Suzana/LILY

Ana Luiza Cabral disse...

Poema intenso, e tão bem trabalhado, eu diria. Bonito!

► JOTA ENE ◄ disse...

Ola IraPoetisa ...

Essa dos afogados vivos é que me mata, rs

Beijo(ta)

Sonhadora disse...

Minha querida

Hoje passando para desejar uma Páscoa Feliz e cheia de amor e paz, junto de todos que lhe são queridos.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Cristiano Marcell disse...

Caro(a) amigo(a),

Dê-nos, por gentileza, o prazer de sua presença na coluna Haicais de Domingo(http://poetasdemarte.blogspot.com.br/2012/04/salada-de-haicais.html). A entrevista desse domingo é com Ceyson Gomes.

Muita Paz!

castanhamecanica disse...

Saudações quem aqui posta e quem aqui visita.
É uma mensagem “ctrl V + ctrl C”, mas a causa é nobre.
Trata-se da divulgação de um serviço de prestação editorial independente e distribuição de e-books de poesia & afins. Para saber mais, visitem o sítio do projeto.

CASTANHA MECÂNICA - http://castanhamecanica.wordpress.com/

Que toda poesia seja livre!
Fred Caju

Sonhadora disse...

Minha querida

Passando para te deixar um beijinho e desejar um bom fim de semana.

Sonhadora