INSPIRAÇÕES DO POETA

6 de mar de 2012

Tecido Fino Para Pele Áspera


O poeta perdeu a mão, a cabeça e a língua,
Mas a voz,
Esta anda a vestir o espírito de porco,
De alimento composto,
Sem-dó e na contramão.

16 comentários:

Al Reiffer disse...

Simples e genial, parabéns! Abraços!

Assis Freitas disse...

de aspereza à flor da epiderme,


beijo

Adriana Aleixo disse...

O poeta ninca perde sua voz;
a cabeça, quase sempre.

Inteligente e prazeroso de ler.

Beijinho!

Joelma B. disse...

é por isso que os rastros da poesia são limosos, Ira brilhante!

beijinho piscando o olho, poeta querida!

Sandra disse...

a voz do poeta permanece muito para além do silêncio da morte.
Beijo minha querida

Carolina disse...

Voce sempre original, talentosa, brilhante e forte na sua proposta, querida amiga Ira.
Um abraço.

Domingos Barroso disse...

pérolas ao porco
e haverá campos
de girassóis
...


um poema brilhante,
beijo carinhoso.

F. Otavio M. Silva disse...

que isso Ira? Não precisa agradecer por qualquer elogio, tudo de bom que eu disser aseu respeito nunca vai chegar perto da admiração que sinto por seus textos. Como esse que fala do dever do poeta na sociedade, muito bom!

Forte Abraço
F. Otávio M. Silva

Paulo Tamburro. disse...

IRA BUSCACIO, hoje é com você direto!

No seu dia, minha lembrança, meu afago e meu respeito.

A você minha amiga virtual e querida IRA BUSCACIO!!!

Abração carioca.

Américo do Sul disse...

Ao ler teu refinado poema senti a pele riscada por cada palavra e minha voz a alertar q grave sempre foi o medo de correr os riscos...

Ira, teces com firmeza tuas palavras.

Celso Mendes disse...

a pele aceita qualquer cobertura. mas sua textura não muda, muito menos o recheio.


beijo.

Sonhadora disse...

Minha querida

Desejo que todos os teus dias...se vistam de amanhecer
Que a tua alma seja inundada de paz...amor e esperança
Que a felicidade encha de alegria o caminho a percorrer
Sorri sempre à vida...e nunca te esqueças de ser criança

Feliz dia da Mulher
Um beijinho com carinho
Sonhadora

LauraAlberto disse...

perde tudo, menos a palavra

beijinho
LauraAlberto

Jorge Pimenta disse...

transmutações para vozes e equinócios de pele branca, escura ou simplesmente tessitura. as principais viagens fazem-se nas palavras da escrita em contramão com as palavras da vida.

ah, esta tua voz!

beijos, orfeu-mulher!

cristinasiqueira disse...

Que voz!????????????????

Grito

Cissio

Sussurro

UAU!!!!!!!!!!!!!!!!!!IRA
Quedei-me MUDA

Marcio Nicolau disse...

vesti. Como uma luva tuas palavras.